5 Livros para celebrar o Dia das Criança

by - 08 outubro


"Ler é viajar sem sair do lugar, voar sem ter asas, caminhar sem tirar os pés do chão, sonhar acordado, navegar em um mar de palavras, soltando a imaginação"


Eu gosto particularmente muito dessa frase da Alice Ferreira, ela sempre me fez refletir sobre a importância da leitura na nossa vida, o quanto cada livro nós traz uma nova historia, um novo aprendizado, uma nova perspectiva de vida. E nesse dia das crianças que está chegando nada melhor que presentar nossos pequeninos com uma grande aventura literária. É sempre bom lembrar o quanto é importante  estimular as crianças a verem a leitura como algo prazeroso e divertido, visto que a leitura ajuda no desenvolvimento da criatividade e da imaginação.


Menina Nina - duas razões para não chorar

Este livro é, sem dúvida, o mais comovente de todos os que Ziraldo já escreveu para crianças. Com uma enternecedora força poética, o autor sonda os mistérios da vida e da morte e, numa linguagem cuidada e simples, consegue falar da dor de um modo delicado e cheio de esperança. É, claro, uma conversa difícil para se ter com crianças, mas aqui está o segredo de quem sabe falar para elas com precisão e sensibilidade.

Somos Todos Extraordinários

A mensagem inspiradora do romance Extraordinário agora dirigida ao público infantil, em um livro ilustrado simplesmente encantador. Extraordinário é um romance apaixonante e inspirador, que já tocou a vida de quase meio milhão de leitores só no Brasil. Publicada pela primeira vez em 2013, a história que acompanha o carismático Auggie Pullman, um menino de dez anos com uma grave deformidade facial que começa a frequentar a escola pela primeira vez, ganha agora uma edição dedicada às crianças, cuidadosamente pensada e elaborada com a intenção de levar a elas a forte mensagem de inclusão e gentileza que a autora R J Palácio imprimiu à sua obra. Resgatando elementos da história original e inserindo os personagens em um mundo ilustrado que representa a imaginação do menino, “Somos todos extraordinários” vai deliciar todos os que já se emocionaram e os que ainda vão se emocionar com essa incrível história de superação, amizade e, acima de tudo, amor.
No primeiro livro-reportagem destinado ao público infantil, a jornalista Adriana Carranca relata às crianças a história da adolescente paquistanesa Malala Yousafzai, baleada por membros do Talibã aos catorze anos por defender a educação feminina. Na obra, a repórter traz suas percepções sobre o vale do Swat, a história da região e a definição dos termos mais importantes para entender a vida desta menina tão corajosa.

O Pequeno Príncipe: o livro ilustrado do filme

Uma menina muito estudiosa está prestes a ter as suas férias viradas de cabeça para baixo por um velhinho bem diferente. É que ele guarda consigo uma história nunca antes contada: de um príncipe que veio de outro planeta em busca de um amigo. Você por acaso conhece essa história? Então, vamos ajudar a menina a se lembrar do que todos acabamos esquecendo?Um magnífico livro ilustrado para reviver toda a magia e a emoção do filme O Pequeno Príncipe.

O Meu Pé de Laranja Lima - 50 Anos de Sucesso!

'Um clássico da literatura brasileira, com adaptações para a televisão, o cinema e o teatro, O Meu Pé de Laranja Lima é desses livros que marcam época. Lançado em 1968, trata-se de uma história fortemente autobiográfica, que demonstra a mão de um escritor experiente, ciente do efeito que pode provocar nos leitores com suas cenas e a composição de seus personagens.O protagonista Zezé tem 6 anos e mora num bairro modesto, na zona norte do Rio de Janeiro. O pai está desempregado, e a família passa por dificuldades. O menino vive aprontando, sem jamais se conformar com as limitações que o mundo lhe impõe – viaja com sua imaginação, brinca, explora, descobre, responde aos adultos, mete-se em confusões, causa pequenos desastres.
As surras que lhe aplicam seu pai e sua irmã mais velha são seu suplício, a ponto de fazê-lo querer desistir da vida. No entanto, o apego ao mundo que criou felizmente sempre fala mais alto. Só não há remédio para a dor, para a perda. E Zezé muito cedo descobrirá isso.
A alegria e a tristeza não poderiam estar mais bem combinadas do que nestas páginas. E isso, se não explica, justifica a imensa popularidade alcançada pelo livro'.


You May Also Like

0 comentários